Voltar para o site do Festival

sábado, 28 de março de 2009

Jornalistas elegem melhores espetáculos

Os espetáculos Rainha [(s)] duas atrizes em busca de um coração e Fala Comigo Como a Chuva, respectivamente da Mostra 2009 e do Fringe, foram eleitos pela imprensa que cobriu o Festival de Curitiba como as melhores produções do evento.

Na coletiva de encerramento realizada neste sábado com o diretor do Festival, Leandro Knopfholz, quinze jornalistas votaram nas produções que mais agradaram, cada qual em sua categoria.

Veja o ranking dos cinco mais votados em cada mostra.

Mostra 2009
1º Rainhas
2º A Mulher que Ri
3º Inveja dos Anjos
4º Autopeças*
5º Sin Sangre**

Fringe 2009
1º Fala Comigo Como a Chuva
2º Tropeço
3º Delicadas Embalagens
4º Árvores Abatidas
5º O Beijo

*Os espetáculos Apropriação e Talvez foram as montagens mais votadas do projeto Autopeças.
**O espetáculo Sin Sangre fez apenas uma (das três) apresentações na data da votação.

31 comentários:

  1. Com geralmente jornalistas tem um baixo salário, tendem a escolher estéticas, propostas e políticas artísticas que reflitam sua indigência existencial e social e suas preferências herméticas. Sorte dos produtores de espetáculos que agradam ao público e não aos jornalistas, pois seus bolsos estão cheios do reconhecimento da platéia enquanto os atores, diretores e produtores dos espetáculos escolhidos tem apenas a vã e efêmera oportunidade de terem seus egos acariciados. Lista inútil e que não reflete o gosto de quem sustenta o mundo das artes : o público.

    ResponderExcluir
  2. O Beijo foi muito bom...até acho q merecia mais destaque....Embalagens Delicadas é tão chato que chega ser irritante....

    ResponderExcluir
  3. E o Festival já acabou? Não há mais estréia hoje? Engraçado, achei que a programação estivesse correta.

    ResponderExcluir
  4. Meus caros,

    estou aqui para convidá-los a assistirem a ultima apresentação de minha releitura do monologo MURO DE ARRIMO, de Carlos Queiroz |Telles: BENDITO PAIS.

    No teatro Marina Machado
    amanha as 15:00hs. NAO PERCAM!!!

    confIRam pela TV DO FESTIVAL DO DIA 27/03 MATÉRIA SOBRE A PEÇA!

    um grande abraço a todos,
    o resultado de nossa participação foi muito positiva, os frutos surgiram..

    ResponderExcluir
  5. Ranking... Lista...
    Achei que este festival tivesse a intenção de ser um mostra, e não uma eleição feita por jornalistas.
    Ninguem assistiu ao meu espetãculo, exceto o publico pagante, que, segundo minha percepção, pareceu ter gostado, e achado justo o valor do ingresso.

    ResponderExcluir
  6. Tem como listar o nome dos jornalistas que elegeram? Eu acho (tenho certeza) que não vi nenhum deles...

    Acho (tenho certeza) que eles não sabem que ainda tem peça acontecendo...

    Foi um prazer ter visitado o bairro de vocês.

    ResponderExcluir
  7. como os jornalistas podem eleger os melhores,se muitos não são especialistas em artes cênicas,e se nao viram todos os espetáculos?

    ResponderExcluir
  8. Se os jornalistas responsáveis por essa lista não foram ver os espetáculos da Casa Vermelha, por que eles constavam como programação do Fringe? Deveria ser criada uma nova categoria no Festival para isso portanto, com divulgação diferenciada também...
    O Festival estava realmente muito ruim... comédias de nomes idiotas choviam no Fringe! Acho que já é hora de uma curadoria, não?

    ResponderExcluir
  9. Confusões a parte...

    Hoje é o ÚLTIMO dia da peça Esperando o Doutor!! Em cartaz no teatro Novelas Curitibanas, à meia-noite. A comédia conta a história de quatro atores tentando montar o complicado texto Esperando Godot, do Beckett.

    Segue a postagem sobre a peça no blog do Festival:
    http://festivaldecuritiba.blogspot.com/2009/03/trocadilho-e-metalinguagem-em-busca-de.html

    Merda...e tomara que as coisas se ajeitem, pois o Festival é uma referência.

    Tiago Conte

    ResponderExcluir
  10. O espetáculo Amêsa deveria estar entre os 5 do Fringe.

    ResponderExcluir
  11. Vale a pena assistir ao espetáculo "Tá namorando, tá namorando", não só para o público infantil, essa peça agrada a todos!!!

    ResponderExcluir
  12. Pois aviso que não estou entre os jornalistas votantes.

    ResponderExcluir
  13. Que se registre que o povo de Curitiba fez sua propria lista. Tive 4 apresentações e o publico, pelas palmas e comentarios, gostou do que viu. Mas os jornalistas, não sei o que viram.

    ResponderExcluir
  14. Valores curitibanos se sobressairam no Festival e seria de bom alvitre que a direção conhecesse, in loco, peças que vivenciaram todo o amor pela arte. Hamlet Ponto 3, foi um exemplo vivo e memorável de um grupo humilde que se sobressaiu com naturalidade e determinação. Parabéns.

    ResponderExcluir
  15. Que lista é essa que fica pronta antes do final do festival? E as peças do último final de semana? Os "jornalistas" não precisaram ver? E no Fringe? Assistiram a tudo?

    ResponderExcluir
  16. RIDÍCULA LISTA!
    como assim? os melhores?
    foram assistir todos os espetáculos?
    por favor...
    a peça o beijo é simplismente amadora.

    ResponderExcluir
  17. 'Fala comigo como a chuva' nao passa de um exercicio precario de como utilizar o teatro como pretexto para satisfazer o ego de atores e diretor. Em termos de jogo cenico, o teatro esta morto. Tenesse Williams deve estar se revirando na tumba!

    ResponderExcluir
  18. Equipe do festival de Curitiba e imprensa: respeitem os espetaculos que para ai se dirigem nesta epoca do ano. Esse festival vem se afirmando como um evento dos mais descomprometidos e desrespeitosos com a classe teatral brasileira. Fornmular uma lista dos melhores sem que antes o festival tenha terminado e´ de um cinismo, de uma falta de e´tica sem tamanho e espelha bastante bem os eventos que temos vivenciado na nossa politica!

    ResponderExcluir
  19. Há dois anos atrás ao encontrar com B. Nespoli recebi dela o comentário de que ela nunca assistiria a um espetáculo com o nome "Nem Freud Explica". Argumentei que não se tratava de um besteirol, mas uma comédia fundamentada em psicologia e que há cinco anos atraia multidões ao festival. Ela disse que quantidade não era qualidade. Também a mesma Beth me disse que Colonia Cecília, que estava na mostra daquele ano, era datada e injustificável sua montagem nos dias atuais. Este ano Beth e toda a sua troupe a tira colo, esteve em nosso teatro para ver Refugo. Espetáculo de um grupinho de SP que só nos causou confusão. Para se ter uma idéia chegaram a pintar a parede do teatro de branco sem nossa autorização por que não possuiam uma rotunda branca. Na parede estava pintado um painel de meu espetáculo Otelo. Tive de refazê-lo às pressas. Isso sim é coisa de amador. Não as 300 peças do Fringe ou ou as 100 da listagem de Beth. Uma atitude de pseudo-artistas que não dependem de ingresso, público e bilheteria. Que não tem comprometimento enquanto produtores, enquanto empresários da cultura. Porém estes amadores de SP, RJ, MINAS, CEARÁ, etc, são prestigiados por esta imprensa medíocre, bairrista e indigente que hoje responde pela critica teatral brasileira. Utilizam o Festival como alavanca para amigos do meio teatral. Quanto a lista só nos cabe lamentar. Poderiam ao menos fingir que estão aqui até domingo e esperar para divulgar na segunda não é? Assim as pobres companhias poderiam sonhar com algum tipo de repercussão, que se depender desta imprensa JAMAIS ACONTECERÁ.

    ResponderExcluir
  20. TRISTE PERCEBER COMO O FESTIVAL DE CURITIBA VEM DESEMPENHANDO UM DESERVIÇO AS ARTES CENICAS. NESSAS HORAS, LAMENTO PROFUNDAMENTE TER NASCIDO NA CAPITAL PARANAENSE.
    LAERTE

    ResponderExcluir
  21. Eu concordo com o Laerte e o Marinho. Esse jornalistas são totalmente imbecis!
    É a classe mais METIDA, IMBECIL e INCONSEQUENTE que existe!
    GENTE METIDA que se acha e sao os ignorantes
    NAO FAÇO TEATRO
    Mas adoro teatro
    LAMENTO PELAS OUTRAS PEÇAS QUE NAO FORAM ASSISTIDAS
    LAMENTO PELO FESTIVAL DE CURITIBA POR TRAZER JORNALISTAS PARA ESSE EVENTO SEM A MENOR QUALIFICAÇÃO!

    José Carlos

    ResponderExcluir
  22. e a inveja mata!

    ResponderExcluir
  23. Vixe!
    Vamos combinar que mais feio que chorar por não ter sua peça na listinha é ainda criticar o trabalho de quem está na mesma! kkkkkkkkkkkkkkkkk
    Vi o beijo, o fala comigo como achuva, o tropeço, TODAS MEREÇEM ESTAR LÁ, porque cada uma, com uma particularidade, traz algo de realmente válido para o Fringe. E, juro, minha lista não difere muito dessa feita pelos jornalistas, não. Tirando Tá namorando, que eu amei.
    No mais, se sua peça é ruim pra caramba e os jornalistas tem que achar agulhinhas nesse palheiro de coisas péssimas, VAI PRA SALA DE ENSAIO QUE É MAIS QUENTE!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  24. bom, o que vcs esperam de jornalistas? geralmente tem alguém por trás da história, um editor, dono de um jonral, tv, enfim.
    São julgamentos de acordo com os interesses dos mesmos!

    ResponderExcluir
  25. É isso aí, Marino!
    Concordo em número, gênero e grau!!! Por acaso a classezinha jornalística assistiu aos 300 espetáculos para dar um parecer preciso? Ou eles Psicotelegrafam numa sessão mediúnica??? Acho mais provável que um certo PRECONCEITO tome conta de suas pobres e indecifráveis almas...Preconceito até mesmo do nome do espetáculo!!! Julgamento embasado, não????
    Mas há alguns aí felizes por fazer parte da LISTINHA!!! Que bom! Tem gente feliz por agradar Pseudocriticos Bairristas. Agora eu, estou muito feliz por ter lotado meu teatro de PESSOAS DE VERDADE... De PÚBLICO IMPARCIAL que se divertiu muito, riu do começo ao fim e APLAUDIU DE PÉ meu espetáculo. Aliás, estou realizada por ter agindido quem eu pretendia... até por que o público PAGA PARA ESTAR LÁ. Não é???
    Obrigada a todos que apostaram na "pecinha local" Obrigada ao meu público querido!!! Continuarei trabalhando PARA VOCÊS! Valeu!!!

    ResponderExcluir
  26. Deveriam divulgar a lista dos jornalistas que votaram, pois nem todos que cobriram o Festival participaram.

    ResponderExcluir
  27. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Gente de teatro sofre demais!
    Choramingam....reclamam....falam mal...se magoam...
    É só uma lista, hellooooooo.
    Se sua peça tá lotada e ótima, vai ser feliz.
    Gente chata, parece Big Brother Festival.

    Será que não estão precisando de ensaiar, não?

    ResponderExcluir
  28. Jorge Primo - Ator
    A curadoria precisa pensar NO festival, e NÃO EM FESTIVAL. A presença da imprensa é tão necessária quanto a nossa, mas a sistemática é que está errada. 300 peças escolhidas com quais critérios? Os valores dos ingressos não podem ser subsidiados pelo poder público ou pelos patrocinadores? Ao se apresentar um ingresso pago, o espectador não pode ter sua passagen de ônibus abonada para incentivar mais a população? E quanto à organização? Os artistas do Fringe são menos artistas do que os da mostra? Anunciava-se, para os participantes do Fringe, "uma conversa informal com a imprenssa". Sem maiores critérios. Ora, nossa expectativa é sim a de mostrar o nosso trabalho. Alunos de jornalismo podem trabalhar como estagiários nos locais de apresentação e, assim, atender as solicitações da classe artística, ouvindo os argumentos de cada um, assintindo e assinando suas críticas. Não será a opinião de um especialista, mas a de um espectador. Quanto aos especialistas?... bem, muitos artistas e jornalistas se julgam especialistas e acham que têm absoluta certeza sobre tudo, sempre.
    Porque não disponibilizar para o público também, a opção da critica ao espetáculo assistido? Eles não verão todos, é claro, mas poderão balisar a opinião geral do festival.
    Minha Cia. é de São Paulo, e nos apresentamos com "Escurial" no mini guaira. Não somos amigos de ninguém da imprensa, não obtivemos nenhum retorno oficial, exceto fotos no site, mas saimos muito bem na foto geral. Os curitibanos que nos assistiram e os funcionários do teatro - muitos deles com muito mais a dizer sobre teatro do que outros -elogiaram bastante o nosso trabalho e identificaram uma Cia. de atores sérios, profissionais, não apenas por possirem o registro no DRT, mas sim pela postura, pelo comportamento dentro e fora dos personagens.
    Tiramos muito desta nossa primeira participação. Nos sentimos honrados pelos aplausos do povo curitibano, fomos enormemente bem tratados pelo responsaveis do mini Guaira. Mas isso não significa que a festa foi boa. Faltou sim organização e informação, tanto para os participantes quanto para a potencial platéia, que se viu perdida entre tantas opções. E entre tantas opções, como não há critério, surgem descalabros como o de pintar um cenário alheio de branco, ou fomentar um bairrismo injustificável, numa classe de TRABALHADORES, que vive dificuldades comuns.
    Faltou pensar NO FESTIVAL.

    ResponderExcluir
  29. Santa ingenuidade! Ainda perguntam quais os criterios ao se escolher as peças do FRINGE! Grana, meu filho!!Bufunfa!! Este pessoal mama uma baba as custas dos pobres coitados que se deslocam para Curitiba e apenas recebem portas na cara!

    ResponderExcluir
  30. Eu Anônimo, NÃO concordo com a escolha dos Jornalistas em classificar o espetáculo "Delicadas Embalagens" como o terceiro melhor da mostra paralela do FC. Este espetáculo é uma peça MARAVILHOSA, em vários sentidos, desde a dramaturgia 'a atuação dos atores. Portanto, a medalha de bronze, não é a melhor posição pra esta obra de arte, mas como não sou jornalista, sou apenas um "público geral", daria o "ouro" delicadamente embalado a estes maravilhosos artistas.

    ResponderExcluir
  31. Como estudante de jornalismo, devo admitir que é vergonhoso os jornalistas elegerem as melhores epças sendo que sequer puderam presenciar todas. Mas também devo admitir que há pessoas que, atualmente, me deixaram bem decepcionada como o Sr. Marino Jr, de quem eu esperava uma imparcialidade melhor e um contentamento em não ser mencionado como uma das melhores peças. Então, peço licença para defender o grupo de SP classificado como medíocre e mimado, pois eu fui assistir Refugo e gostei muito, principalmente porque tive a oportunidade de conhecer os atores e eles foram todos muitos simpáticos comigo, siferentemente de tantos outros que foram rudes e ignorantes até o último fio de cabelo quando fiz perguntas pertinentes a seu trabalho. Que espécie de atores são esses que tratam o público que os prestigía e assiste com carinho com tanto desdém? Até onde eu saiba, os atores são feitos por aqueles que os assistem. nvoamente, digo que Refugo pra mim foi o melhor espetáculo de todos, inegavelmente. Então, me perdoem os críticos dessa área, mas sou apenas uma estudante de jornalismo envergonhada de vocês. E a todo o elenco e direção de Refugo, sem dúvidas, vocês tem meu carinho e meus aplausos.

    ResponderExcluir